Somos o nosso lar

“Não tivemos coragem até agora de abrir nossos lábios e dizer o princípio disso tudo.
E não será agora que chegaremos ao fim.”

61d1eb2747bf7a55a96b31fd95575c8f
A sua xícara de café está vazia.
Como o local onde estamos.

O silêncio é o único que fala.
Ele é o único que ainda permanece vivo.
Nesse lugar vazio.
Restando só nós.
À sós.

Minha xícara de café está vazia.
Mas os meus olhos estão tão cheios,
Que seriam capazes de enche-la novamente,
Só que de lágrimas. Leia Mais

Resenha: Confissões Online

“Não confie em quem teve um Ensino Médio maravilhoso.”

11849990_749351221860879_1299899836_n

Prudência é uma característica que só consta no sobrenome de Mariana Prudente. A menina viu sua vida mudar de cabeça para baixo em poucos meses: perdeu a popularidade, o namorado, a melhor amiga e o grande sonho de fazer um intercâmbio. Agora, Mariana vê seu nome rabiscado nas cabines do banheiro da escola e escuta fofocas sobre ela pelos corredores do colégio e fica sem rumo. O vestibular se aproxima, sua irmã está enlouquecida por causa do casamento marcado, e tudo que ela quer é não pirar enquanto suporta os últimos meses no ensino médio.
Sem lugar para desabafar, Mari vê no ambiente virtual uma chance de descarregar todas as angústias do mundo off-line, criando o vlog “Marinando”. Com sua banda preferida como trilha sonora, ela conta com a ajuda de Arthur e Carina para mergulhar no mundo virtual e esquecer os problemas do mundo real. Com uma câmera na mão e alguns vídeos na internet, Mariana Prudente vê sua vida mudar mais uma vez, pois chegou a hora de sair dos bastidores e ser a protagonista novamente.

Primeiramente vamos enaltecer o trabalho da Irís, se bem que sou um pouco suspeita… Esse foi o primeiro livro dela que eu li, por indicação de uma amiga, e posso dizer que não me arrependo em nada, a escrita dela é tão levinha, que dá prazer de ler a cada frase.

Nessa história conhecemos a vida da Mariana, uma menina que a vida muda da água para o vinho, perdendo sua popularidade, seu namorado e sua melhor amiga ao mesmo tempo, que agora vive espalhando boatos mentirosos sobre ela. Leia Mais

Como ajudar artistas independentes

Existe uma quantidade gigante de artistas independentes esperando por uma chance de “vender sua arte na praia”. Por isso, resolvemos juntar algumas plataformas digitais e maneiras de ajudar o pessoal a crescer e, é claro, pagar suas continhas.

 

COLAB55:

O Colab55 tem como proposta vender a arte de designers gráficos com maior facilidade.

ALGUNS ARTISTAS LEGAIS DE SE APOIAR:

Vitor Martins:

Captura de Tela 2017-01-13 às 09.29.05 Captura de Tela 2017-01-13 às 09.29.46 Captura de Tela 2017-01-13 às 09.30.03

HelloLuizaIllustrations:

Captura de Tela 2017-01-13 às 09.31.36 Captura de Tela 2017-01-13 às 09.31.43 Captura de Tela 2017-01-13 às 09.32.50 Leia Mais

Estival Inconstância

“Espero que um dia você volte atrás do que já decidiu. Quando foi embora meu castelo se destruiu. Quase vacilei, mas não pisei na bola, tentarei seguir a vida lá fora…”

7166a64aeb77084bb2028fa9391a169f

Semana passada eu dei um fim em nós. Para ser sincera, apenas apontei minhas verdades e vontades. Você concluiu que não poderia corresponder as minhas expectativas. Sem ressentimentos; vida que segue. No meu íntimo habitava um presságio, nossa história não acabaria de forma tão branda. Confesso que fiquei chateada, e importunei minhas amigas citando frases desconexas ditas por você, mas eu tinha passagens compradas para a praia, e sofrer por amor com os pés na areia não é algo compatível.

Eu fiquei quieta, o que é algo inusitado para mim, pessoa com frases prontas e sorrisos ensaiados. Rapaz deixou-me sem palavras, perdida em minha própria neurose, mas eu tinha o sol para me acompanhar e tristeza definitivamente não combina com vitamina D. Eu visitei seu Instagram umas 30 vezes ao dia, abri seu chat, digitei 34 textos (sim, eu contei), mas nunca os enviei. Eu decidi que teria amor próprio. Estava confiante, era a decisão certa. Embora não tenha sido minha, mas me apeguei à máxima que Deus nos livra das coisas, situações e pessoas. Eu estava livre de você. Leia Mais

A Sereia – resenha

 

resenha-promocao-a-sereia-kiera-cass-minha-vida-literaria2

Sempre há espaço para o amor. Nem que seja uma frestinha.

Fui ler A Sereia porque já tinha conferido alguns comentários bem favoráveis nas redes sociais para a obra de Kiera Cass, conhecida como a autora da série A Seleção. Eu até então não havia lido nada ainda de sua autoria, mas a americana já vendeu mais de um milhão de exemplares só no Brasil. Ela inicia o volume com uma cartinha aos brasileiros – devidamente creditados como os seus leitores mais empolgados. Leia Mais