Um brinde ao passado!

Há alguns dias eu venho tentando escrever sobre o passado.

Não o meu ou o seu, mas o passado em geral e o significado dele na vida das pessoas.
Diante de algumas anotações e insucessos, ontem eu estava conversando com determinada pessoa sobre o passado dela e eis que surgiu “Impressão minha ou você se sente incomodada com isso?”
Eu fiquei tipo “hãn, kirido?”
 
Não, o passado não é algo que me incomoda. Falar sobre ele as vezes é tão difícil para as pessoas que eu me sinto honrada quando alguém revive seu passado comigo, porque eu não vivo cobrando. Em algumas ocasiões as pessoas precisam falar para se libertarem, então eu gosto sim que as pessoas falem sobre ele e parem de negá-lo.

Sabe qual o significado do passado pra mim?
Ele não importa, a menos que você queira falar sobre. É algo necessário e intrínseco em nossas vidas. Algo que nos faz lembrar de onde viemos e o quanto percorremos para estar aqui hoje, para sermos da maneira que somos.
 
Na verdade, eu não sei o motivo de tantas perguntas e idas ao passado.
Ou talvez saiba.
Eu já visitei e tive medo do passado alheio, mas não passou de mera insegurança. 
Eu já procurei reviver o meu passado, mas não passou de mero apego.
 
Hoje eu digo com muita firmeza que o passado não me incomoda. 
O passado cruzou nossos caminhos, então eu sou grata a ele. 
O passado, em suas várias formas e matizes, nos transformou em seres humanos melhores, ainda em evolução, porém melhores.
O passado nos ensinou que temos um coração e podemos usá-lo.
 
Não quero que soe errado e que você, leitor, ache que estou me fazendo melhor que os outros, mas se mais pessoas pensassem dessa maneira, muitos ciúmes e brigas seriam evitados e mais relacionamentos seriam mantidos. As pessoas têm que aprender a se indispor com o que realmente importa e parar de lutar contra o imutável.
 
Um brinde ao passado e o meu muito obrigada!

Comments

comments

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments