Contos e Crônicas

Sem previsão

Ouça enquanto lê:

Eu te amo.
E te amar dói.
Dói como tirar a casquinha de um machucado.
Que arde ao ser retirada.
E a dor é mais insuportável do que naquele momento em que o machucado se fez.
 
Meu amor por você cresce a cada dia.
E isso me assusta.
Mas não consigo evitar.
Dói saber que não teremos nada além de amor.
Vou explicar:
Não amaremos um ao outro com a mesma frequência.
 
Lágrimas escorrem.

 
É torturante querer seu abraço e não ter.
Querer ver seu sorriso e saber que não verei.
Eu tentei adiantar o fim.
Mas você me impediu.

Sei que também dói em você.
Porque nós amamos e é insuportável ficar longe um do outro por muito tempo.
“Nosso” mundo teria acabado.
Mas eu segurei sua mão.
E enfrentamos isso.
Juntos.
 



Não posso deixar nossos sentimentos terem um fim.

Eu te amo.
E isso me completa.
É como se o seu espaço já existisse aqui.
Antes mesmo de te conhecer.

Se era para acontecer,
Porque sabemos que era,
Aconteceu.
E ainda está vivo.
Continue aqui.

Vou continuar de mãos dadas com você.
Com o meu coração ligado ao seu.

Eu te amo.
E, se depender de mim,
Vamos continuar assim:

Sem um fim.


Por: 


 
Sílvia Carolina (Twiitter, Blog Mundo Irrealsnap: sylviadsoares), 17 anos, Mineira e futura estudante de Moda. Amante de livros, filmes, seriados, dias frios com sol, astronomia, café, paçoca e boas companhias. Tem seu mundo irreal inventado, ama conversar com o universo, é colecionadora de sonhos e realizações, ama se apaixonar, mesmo que não aconteça com frequência e acredita que tudo pode ser resolvido com um abraço. Busca inspiração nas pessoas que ama e tem certeza que felicidade vem das pequenas coisas. Ansiosa de nascimento, passa seus dias escrevendo devaneios nas últimas páginas de seu caderno, com músicas como trilha sonora nos fones de ouvido.

Comments

comments

You Might Also Like

13 Comments

  • Reply
    Sílvia Carolina
    5 de junho de 2016 at 21:33

    Muito obrigada!

  • Reply
    Nailton Oliveira
    31 de maio de 2016 at 15:16

    Lindo texto!
    Parabéns!!

  • Reply
    Sílvia Carolina
    17 de maio de 2016 at 13:39

    Obrigada! Certas dores nós se acostumamos com o tempo. A dor do amor é difícil, mas é possível tentar. De certa forma, faz parte.

  • Reply
    Cristiane Araujo
    15 de maio de 2016 at 19:41

    Parabéns pelo texto. Eu gosto da dor de tirar casquinha de machucado, já a dor do amor…

  • Reply
    Sílvia Carolina
    13 de maio de 2016 at 23:47

    Hahaha! Obrigada, Bianca! <3

  • Reply
    Sílvia Carolina
    13 de maio de 2016 at 23:43

    Guardei seu conselho/verso no coração. O amor é lindo mas também não é fácil. Sei que tenho muito o que aprender ainda.
    Muito obrigada por ter tirado um tempinho e vindo ler. É muito importante porquê você foi uma das primeiras pessoas (mesmo) que parou para ler algo meu há alguns anos atrás. E continua me dando apoio. E pode deixar, muito em breve meus textos estarão colorindo o mundo das pessoas por aí, repletos de amor e verdades.
    Muito obrigada pelas palavras e o carinho de sempre, Jana!

    Beijão! <3

  • Reply
    Bianca Faria
    13 de maio de 2016 at 10:59

    Que chique,parabéns!
    Ficou lindo!

  • Reply
    Janaína de Souza Roberto
    13 de maio de 2016 at 02:44

    Amar dói, aperta e incomoda feito sapato novo, mas a medida que caminhamos ele cede e amacia. Bom mesmo é saber que o universo é generoso com a gente e manda chinelos quando a situação parece nos consumir.
    Parabéns pelo texto, querida e eterna aluna. Ter a oportunidade de ler a sua primeira publicação é um presente e me enche de orgulho. Faça sim o seu blog e divulgue seus textos singulares e repletos de verdade e amor.

    Um beijo,
    Janaína (Vulgo Nina)
    http://www.ninaesuasletras.com.br

  • Reply
    Carla Gisele
    12 de maio de 2016 at 22:33

    Ficou MARA GOLDEN irmã. Orgulhosa de você! *-*

  • Reply
    Sílvia Carolina
    12 de maio de 2016 at 16:28

    FER!
    Obrigada! Muito. Muito. Por tudo!
    Fico feliz e você sabe! <3

  • Reply
    Sílvia Carolina
    12 de maio de 2016 at 16:24

    Jhena, você não tem noção do quanto fiquei feliz com seu comentário!
    Muito obrigada, é muito importante para mim!

  • Reply
    Jhena Ferreira
    12 de maio de 2016 at 14:45

    Eu amei! Isso é incrível.

  • Reply
    Fernanda Medeiros
    12 de maio de 2016 at 01:28

    AMEI MUITO. Mesmo. Mesmo. Ficou lindo! (Aquela que já sabia…)

  • Comente