O dia em que fiz uma limpeza na minha vida

Estava cansada de tudo o que já tinha vivido, andava com uma impressão que os meus relacionamentos haviam sido sempre ou “de mais” ou “de menos”.
Sempre estava sobrando ou faltando alguma coisa.
Não conseguia me sentir feliz de forma plena, alguma coisa me incomodava…
O primeiro amor veio como uma onda avassaladora da minha vida: tirou tudo do lugar quando chegou e as coisas assim continuaram.
Com o decorrer do relacionamento, dava a impressão de que tudo bagunçado era o jeito certo de ser.
Me acostumei a viver na bagunça louca que aquele menino fazia e não posso negar que fui muito feliz.
Porém, quando ele foi embora, levou metade de tudo e a outra metade ficou revirada demais…
Estava difícil arrumar a confusão que ficou depois que o vendaval se foi.
Um dia após o outro e aos poucos tudo foi voltando para o lugar.
Tira o pó daquilo que se escondeu, põe no lugar mais visível tudo que aprendeu, e conserta o coração.
É difícil, mas quem nunca fez uma limpeza dessa?
Às vezes, para seguir em frente, é preciso tirar algumas coisas da nossa bagagem, com as experiências que vivemos, acumulamos coisas demais, sentimentos demais, e, muitas vezes, isso nos impede de continuar.
Mas é preciso continuar.
Dizem que não há vento favorável para quem não sabe para onde vai, mas acontece que, em alguns momentos, nós realmente não sabemos para onde ir, e eu acredito que ficar parado não pode ser uma opção.
Penso que, nesses momentos, o melhor é apenas ir em frente e, por si só, a vida vai mostrar o caminho. Colocar novas pessoas, novas sensações e só assim então o vento vai voltar a soprar.

Por: 

 
Bia Marques (BlogFanpageInstagram), advogada de formação, mas por dentro uma eterna romântica que não perde a fé por nada e ama escrever sobre o amor, afinal, de ódio o mundo já está cheio.

Comments

comments

Previous Post Next Post

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Unknown 19 de maio de 2016 at 23:58

    Que texto LINDOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!