Ninguém é perfeito e a imperfeição do amor é bela também

 

Está escuro e muito frio aqui fora esta noite, uma noite quente.
Estou sentada na mesma calçada que compartilhamos tantas vezes, mas você não está aqui.
Você sempre se pergunta de onde eu tiro essas bobagens.
Essas frases bobas que, para você, não fazem o menor sentido.
E eu me pergunto o porquê de ainda estarmos aqui, tentando compartilhar a mesma vida.
Já me questionei os motivos de ainda insistir em nós, quando pensava que você não se importava o bastante para entender as minhas frases e fases desconexas, ou os dramas que eu sempre fazia para ter um pouco da sua atenção e arrancar alguns sorrisos.

Eu julguei que você havia se tornado tudo aquilo que sempre criticou,
Mas você lutava com todas as forças contra quem você não queria ser.
Fiquei pensando se você se conhecia de verdade ou se apenas idealizava um alguém que desejava tanto ser.
Talvez os hábitos do meu pai estejam tão presos em minha mente, que eu não conseguia enxergar as suas lutas e nos libertar.

 

Quando nos conhecemos, percebi em você um menino medroso e solitário, mas você logo disse que eu brilhava e aquecia tudo ao seu redor e isso fazia nascer um pouco de luz dentro de você.

 

Arrancava sua solidão.
Hoje eu refleti que eu não tive o poder de fazer luz em você, não porque eu não era capaz, mas porque você juntava as nossas luzes e vontade de viver, para que crescêssemos juntos.

 

Nos últimos tempos você tem passado por momentos difíceis, então começou a se alimentar de mim.

 

Pensei que não teria mais forças para me aquecer, por isso comecei a sentir frio em uma noite quente.
Por isso comecei a me sentir só, enquanto guiava a nós dois.
Mas aí você reapareceu na nossa calçada.

 

Em uma noite de lágrimas e brigas, você me disse que não gostaria de ser como eles, que não queria sair correndo pela rua ao primeiro sinal de desencontro e, hey, nós estamos aqui, sentados na calçada e, mesmo que você esteja distante, sei que está lutando para se salvar, para nos salvar, para encontrar uma maneira de ascender a nossa luz e me iluminar, para que possamos descobrir juntos o caminho de volta para casa.

 

Queria que você soubesse que não o culpo por nada disso.

 

Que você não deve ser sombra dos assombros dos nossos pais.
Também gostaria de dizer que, mesmo que você não entenda o que eu digo, eu não vou sair correndo como ela fez, pois saiba: nem todas as mulheres são egoístas como ela.
Gostaria que você compreendesse que nossa vida não deve ser resultado dos erros cometidos por eles, quando você ainda não sabia nem andar de bicicleta.

 

Agora entendi por que ainda estamos aqui nessa calçada.

 

Porque você ainda consegue me fazer luz, mesmo com as lâmpadas apagadas,
E quando viaja a trabalho, consegue estar bem ao meu lado, mesmo que há quilômetros de distância.
E nos momentos em que não há madeira para a lareira, nos aquecemos nos braços um do outro.

 

Mesmo com nossos medos, culpas, passados e fantasmas,

 

Mesmo com você sem entender as minhas filosofias, porque, meu amor,
Ninguém é perfeito e a imperfeição do amor é bela também.
Mesmo que sejamos diferentes, mas, meu amor, ninguém é igual,
Ninguém está predestinado, mas nós estamos fazendo,
Estamos trabalhando todos os dias para fazer nosso amor dar certo, para fazer nosso amor nos curar.

Comments

comments

Previous Post Next Post

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Luciana Carpenter 1 de agosto de 2016 at 21:50

    Texto excelente! Parece que estava falando para mim! Perfeito! O amor só dá certo quando os dois lutam juntos, seguem juntos, mesmo com as feridas que o passado nos tenha deixado! Quando é de verdade tudo o amor pode curar! Parabéns pelo texto, Grazi! Sua linda!