Sua história contada por mim 04: anorexia

808f1c2fdd8782c1a7d8327b285a8fdf

Em meio a tanta pressão, me perdi.
Perdi quem eu era, tentando agradar quem eu não conhecia.

A imagem do espelho não reflete a pessoa que sempre fui,
Tanto por fora, quanto por dentro.

Meus cabelos mudaram, minha pele está descascando,
Minhas unhas estão fracas e não lembram, nem de longe, as unhas grandes que faziam inveja em todos,
Hoje eu só torço para que elas não quebrem na carne.
O que, no início, me fez sentir sexy, hoje me faz ver que cometi um grande erro.

Se as mães soubessem como me sinto, todas as crises de ansiedade e choro, todas as vezes que sou levada desacordada ao hospital, em busca de ar, elas jamais pressionariam suas filhas em busca do corpo perfeito.
Eu consegui voltar de lá todas as vezes,
Mas conheci meninas que não tiveram a mesma sorte.

Eu já chorei, já procurei ajuda, mas tudo o que encontro são palavras duras,
Pessoas que dizem que a culpa é minha,
Quando tudo o que eu queria era agradá-las.

Com o tempo, percebi que essa vida de querer agradar não me levou a lugar algum, ao contrário,
Enquanto agradava a todos, desagradava a mim.
Me tornei quem sempre critiquei.

O espelho é o meu pior inimigo, ele mostra a mais dura verdade.
Ele não me aprova.
Lutei tanto para ter algo, mas lutei errado e estou perdendo a guerra que travei contra mim mesma.

Descubro, aos poucos, que é melhor estar viva e saudável, do que ser ou não aceita pela sociedade.
Ainda é difícil ver tudo se transformando novamente,
Mas eu decidi que quero viver e, apesar das recaídas, sei que um dia serei forte o suficiente para estar sóbria,
Para começar uma vida, dessa vez, de verdade,
Da minha maneira certa.

Ps: história contada pela leitora P.J.
Se você quiser ver sua história aqui, mande um email para vigorfragil@gmail.com

Comments

comments

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments