Não categorizado Pensamentos

Austereza cortês

“Eu sou sempre igual não desejo o mal, amo o natural etc. e tal”

ac75b4bf302b5cbf38a97213ae144b8b

Demasiadamente verdadeira, dona de um sorriso único e um humor ácido que faria limão sentir inveja. Ela não guarda rancor, mas eu sei que possui nomes anotados em algum lugar, caso ela lembre ou consiga achar no caos que é a sua cachola. Calma! Ela tem a cabeça no lugar, cumpre deveres e promessas, salve exceções; quando estas promessas estão ligadas a frequentar academia ou deixar a fritura de lado ela finge esquecer-se de ter feito.

Ela é calma, detentora dos melhores conselhos, das piadas mais infames. Ela conhece o meu pior lado e resolveu ficar, ela acreditou em mim quando eu desisti disso, ela apostou em mim e na nossa amizade mesmo quando todos achavam que era o fim. Ela foi ao fundo do poço para me fazer companhia, fazer palhaçadas e colocar o dedo na ferida, porquê ela é destas, mas logo ela percebe o quão dura é comigo e acha qualidades até em bad hair days. Ela é extremamente crítica consigo mesma e como eu queria que por uma fração de segundos ela se visse da forma que eu à vejo.

Ela me defende na frente dos outros, outras vezes contribui, afinal ela sabe meus piores defeitos. Ela conhece as minhas travessuras de adolescente e todas as minhas angústias da fase adulta. Aponta minhas falhas quando necessário; acalma em crises existenciais fala que minha saia é feia, que minha perna é flácida e que eu deveria parar de correr atrás de uns e outros e correr pela cidade, ou em busca dos meus sonhos.

Ela é pura, guarda a dor dela no bolso para cuidar de qualquer um, sorte de quem achar alguém igual a ela, com cravo e canela. A minha eu já divido, com pessoas de bem, de alma leve, não posso deixar meu porto seguro ser contaminado por energias negativas.

Ela é viciada em Friends e todas essas comédias românticas que tem por aí, assumiu seu lugar no mundo, seus cachos, seu verdadeiro eu. Ela aprendeu a andar sozinha, tropeçou e nem sempre eu estive ao lado dela, mas a gente volta; loucuras sincronizadas precisam andar juntas, longe, mas juntas.

Agradeço por ter ido e voltado, aceitado, perdoado e entendido. Obrigada por fazer parte da minha vida, das histórias engraçadas do meu cotidiano, pelo apoio diário, incentivo e principalmente lealdade. Seja livre, aproveite com toda sabedoria suas fases, quando achar necessário se afastar, assim o faça, mas volte. Almas gêmeas foram feitas para crescerem juntas e não pertencem ao entendimento deste plano.

Com todo amor e sinceridade; B.

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Comente