Livros/Frases

Perdida – Carina Rissi

perdida-carina-rissi2

SINOPSE – Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos… “Perdida” é uma história apaixonante com um ritmo intenso, que vai fazer você devorar até a última página.

Sofia é mais uma jovem que mora em São Paulo. Bonita, independente, frequentadora de balada, melhor amiga da Nina. A vida de Sofia seguia um script tecnicamente comum ao de tantas outras brasileiras até o dia em que seu celular cai dentro de uma privada.

“Olhei para baixo bem a tempo de ver meu celular – com todos os meus contatos, minha agenda, minhas músicas – cair do bolso da calça, boiar por dois segundos e depois mergulhar dentro do vaso sanitário.”

Inconsolável com o acidente no celular, Sofia decide comprar outro com urgência e, ainda sentindo os efeitos da ressaca na noite anterior, entra na primeira loja que encontra. É alertada pela vendedora que não poderá devolver nem trocar o aparelho, por ser a última peça. E eis que de repente sua vida muda completamente de uma hora para outra. Depois de um clarão e um tropeço, Sofia se vê rodeada por uma paisagem muito diferente da metrópole que seus olhos estavam acostumados. A garota pensa ainda estar bêbada. Essa seria a única explicação para a ausência de prédios, vasto gramado e um lindo homem chegando a cavalo.

Sofia estava perdida… na mesma cidade, alguns séculos antes. A “viagem no tempo” envolve a personagem principal em deliciosas confusões em uma época em que as mulheres usavam longos vestidos e recorria-se aos cavalos ou carruagem para chegar até a cidade. Sofia, com seu all star vermelho, não queria se adaptar a essa época onde não havia celular, remédios, chuveiro, banheiro, shampoo nem mesmo caneta esferográfica. Sofia sentia falta de tudo e não via a hora de voltar para casa.

O que Sofia não contava era com a doce acolhida recebida na mansão do jovem cavalheiro que a resgatou na estrada, Ian Clarke. Bem educado, respeitador e muito generoso, Ian conquista Sofia e também as leitoras, que logo se vêem suspirando pelo rapaz. Apesar de sentir a ausência da melhor amiga, Nina, Sofia também encontra na irmã caçula de Ian, Elisa, um carinho imenso. O cavalo Storm é outra figura importante durante seus dias na mansão de Ian.

Ao mesmo tempo em que deseja muito voltar à velha rotina de jovem em metrópole, Sofia vai aos poucos amolecendo o coração e se encantando pela nova vida em uma época tão diferente. O livro, aliás, encanta justamente por essa junção de romance de época com chick-lit. Sem dúvida, uma ótima pedida na literatura nacional.

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Comente