Pensamentos Superação

O tal bichinho feio da insegurança

Reprodução Pinterest – myvisualthings.tumblr.com

Ah! A bendita estima!
Uns a tem demais, outros a tem na medida (isso é ótimo) e outros a tem de menos.
Interessante é que ao longo da vida temos sempre que passar por provas de que somos bons nisso e naquilo.

Quando não somos bons acabamos deixando vir o bichinho feio da insegurança, medo e descrença.

Interessante notar que ao longo de nossas vidas sempre existe certa cobrança, seja da família, sociedade, religião e até de você.
Não nos avisaram que não preciso ser bom em tudo.
Mas sim naquilo que me propus a fazer.

Você não necessita ser ótimo em tudo, mas sim se esforçar para dar o melhor em que se propôs a fazer.

Confesso que o bichinho feio da insegurança vive rondando minha cabeça e que é difícil mandá-lo embora.
Já aconteceu muitas vezes de deixá-lo fazer morada por um bom tempo e ele acaba por fazer grande bagunça.
Não é bom deixar!

Sabe-se que a mente humana é uma poderosa arma. Nossos pensamentos atraem aquilo que desejamos. Conforme estudiosos da psique humana nossos pensamentos são como ímãs, pois existe uma energia em volta do que pensamos. Se pensamos em algo negativo isto chega bem mais rápido que algo positivo, pois é como se a energia negativa estivesse em maior quantidade que a energia positiva. Cientificamente falando seriam os prótons (positivos) e elétrons (negativos). Para embasar meu argumento, não já lhe ocorreu de pensar em uma determinada situação de forma expressa e esta situação acabar acontecendo? Atraímos aquilo que pensamos! Outro exemplo, o hipocondríaco não pensa que possui várias doenças e acaba por tê-las.

A psicologia fala que devemos buscar o pensamento positivo para que possa atrair coisas boas para nosso corpo e mente.
E o fato de você pensar em você de forma positiva ajuda e muito em vários aspectos.
Ajuda no aspecto físico, emocional, social e profissional.

Então, quando o bichinho feio da insegurança resolver aparecer comece a falar para você de algumas coisas boas que tem. Eu passei a usar as palavras: Eu sou bonita, inteligente, gentil e não deixarei alguém me subestimar principalmente eu. Tive essa inspiração ao lembrar de um filme que vi chamado – Histórias Cruzadas do ano de 2011. No filme a empregada sempre repete para a filhinha da patroa as seguintes palavras: “se é boa, se é esperta e se é importante”. Ótimo filme e recomendo que veja!

Somos diferentes e com limitações diferentes. Aceite-se e acredite em você sabendo de suas limitações e se ame como você é.     😉

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Comente