Contos e Crônicas Relacionamento

Seu próprio joguinho se tornou sua armadilha

Quando nos conhecemos, você mostrou ser diferente.
Diferente do que eu conhecia.
O mistério começou ai
E eu me encantei.

Você se destacou em ser você.

Uma pena que, com o tempo, fui descobrindo que
O seu “jeito de ser” era um truque,
E que você era ao contrário de tudo aquilo.

Quando você sumia,
Justificando que estava “vivendo sua vida”
Eu soube quem realmente era você.
E que, no fim, você só queria que eu fosse outra pessoa.

Ela não quis você.
E já que você não podia tê-la,
Porque não brincar de gostar de outra de jogar com outra, né?
Com o tempo, eu comecei a ver porquê ela desistiu de você.

Os sentimentos que eu sentia por você foram se transformando em algo que nunca tinha sentido antes.
E não eram bons.
Em vez de ficar mal, mais uma vez, como sempre acontecia,
Inverti tudo aquilo no melhor dos sentimentos:
Amor próprio.
E foi ele que me fez ter certeza do que eu temia fazer.

Com as suas idas e vindas,
Você ainda tinha certeza que me tinha na sua vida
E todas as vezes eu achava graça porque tudo que você fez só serviu para eu aprender cada fase do seu joguinho.
Nenhum deles mais me atingia.

Seu próprio joguinho se tornou sua armadilha
E quem acabou vencendo fui eu.
Ganhando o maior prêmio:
Tirar você da minha vida.

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Comente