Contos e Crônicas Grazi Relacionamento

E aí, você fica?

Por favor, fica?
Eu nunca me importei muito com quem entra ou sai da minha vida.
Não importa o que aconteça, eu SIGO O BAILE.

Sigo com o coração na mão,
Sangrando,
Me rastejando de dor,
Mas não paro.

Não me permito esse luxo do luto,
Porque tenho medo de nunca mais conseguir sair dele.

Mas a você, eu peço para ficar,
Porque meu coração grita por você
E meus pulmões não conseguem o ar suficiente para me fazer respirar,
Se você não estiver mais aqui.

Eu sei que sou grande sozinha,
Mas acontece que meu sonho de criança era ser um gigante, sabe?
E eu sei que só consegui ser gigante até hoje, ao seu lado.

Sempre fui destemida, mas acontece que com você não há perigo,
E é essa a graça sim.

Porque eu sempre lutei por mim sozinha, sempre,
Mas hoje eu tenho você ao meu lado
Para enfrentar o mundo comigo
E tirar um peso de mim.

Tirar a dor que todos esses anos de solidão me acarretaram.

E eu estou aqui, sabe?
Prometo ficar pelo tempo que você quiser
E por quanto aguentar esse meu jeitinho de ser.

Prometo te ajudar a segurar seu mundo,
Também sempre abalado,
Pelo máximo que você me permitir.

E aí, você fica?


Ao amor que ficou, Rafael Salomão.

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Comente