Grazi Pensamentos Superação

O mundo dá voltas, querido rapazinho com apelido de cidade

Lembro do seu apelido.
O nome de uma cidade.
Mas não consigo lembrar seu nome.

Sério.

E nem é pra te machucar,
Já que sei que esse escrito não passará pelos seus olhos,
Que só registram informações sobre o Direito.

Tentei arduamente me lembrar do seu nome,
Mas ele ficou preso em algum lugar no meio do caminho de quanto você me machucou.
Não me lembro se ficando com uma das minhas amigas mais próximas ou engatando um namoro com uma garotinha por aí,
Enquanto deixava, em seu ego, que eu nutrisse carinho por você, e sabia disso.

Não escolhi machucar quando não lembrei seu nome,
Mas você escolheu, a dedo,
Como afundar uma estaca no meu coração.

Não escolhi pensar “karma is a bitch” quando vi fotos da garotinha casada com um cara mais velho,
Bem do nada.
Mas aconteceu.

Você lembra que eu te amei?
Talvez na mesma medida que você a amou,
Talvez na mesma medida em que escolheu me ferir,
Mas agora foi ela quem ditou as cartas, e quem está por aí sangrando com o coração na mão, é você.

O mundo dá voltas, querido rapazinho com apelido de cidade.
Talvez hoje você se lembre de tudo que fez para estar onde está,
Mas até ver a foto do casamento dela, eu nem mais tinha seu nome em mente.

Estamos quites.
Fim de jogo!

Recomece tentando não machucar os corações que te oferecem amor, porque agora você já sabe que o que vai, volta!

Um beijo pro rapaz com apelido de cidade!

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Comente