Texto do Leitor

TEXTO DO LEITOR: Hey, não é amor

Hey, não é amor.

É cara, é isso, não é amor.
Essa sua confusão, a perca de fôlego que você sente quando está comigo, os abraços apertados que me dá, os livros que lê pra mim, as músicas que canta comigo e até mesmo o toque de nossos dedos entrelaçados; não é amor. Na verdade, você me tem, me tem como rocha, mas me quer como água, me quer flexível, para que eu escorra por entre seus dedos quando você bem entender.

Acha que isso é amor? Tento ser para ti: sol, iluminando seu dia, te preenchendo com vida, te enchendo de bons sentimentos, boas carícias, bons beijos; sou o que rega os pés de felicidade que crescem em teu peito, fiz eles voltarem a crescer a propósito, e o que recebo em troca?

Na verdade, não reclamo, pois é uma barreira que procura em mim, é proteção, uma que os outros garotos não podem te oferecer, uma que só se encontra em uma muralha. E você quer que eu me prenda à isso, às suas vontades, aos seus sentimentos, ignorando minha claustrofobia.

Então que seja assim: me procure quando seu coração cansar; me esqueça o resto do dia, beije-me quando sua boca delirar; sufoque-se enquanto distante, abrace-me quando seu peito angustiar; contarei belas histórias. No resto do ano, você pertencerá à outro. É uma figura paterna que procura em mim, e eu sou muito novo para ser pai.

Texto do Leitor Iuri Filipe

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Comente