All Posts By

Amanda Souza

Desenvolvimento Pessoal Relacionamento

20 e poucos.

Todo mundo costuma dizer que a adolescência é uma fase complicada, muitas descobertas, hormônios à flor da pele, um monte de dúvidas sobre o futuro, pressão do vestibular, partidas de coração. A adolescência é um caos e todo mundo me contou isso, então eu meio que sabia que teria que nadar nessa corrente de inseguranças que a gente vive dos 15 pra frente, só que quase ninguém diz é que a crise da adolescência é fichinha perto da crise dos 20 e poucos anos. Continue Reading

Séries/Filmes

Dica de Filme: Her.

Eu tenho a grande tendência a assistir alguns filmes clássicos depois que TODO mundo já viu e sempre acho que é melhor não falar nada a respeito para não fazer papel de boba, mas acho que no caso desse filme, me rendo ao papel se isso fizer ao menos UMA pessoa que não tenha visto enfim assisti-lo. Dirigido e produzido por Spike Jonze – diretor maravilhoso de filmes que adoro – ganhou o Oscar e Globo de Ouro de melhor roteiro original, sendo estralado por Joaquin Phoenix e pela Scarlett Johansson (queridíssima, que não aparece no filme, porém vocês irão entender!), estreou no Brasil somente em fevereiro de 2014 e hoje faz parte da minha lista de filmes favoritos.

O filme retrata a história de Theodore, um escritor de maravilhosas cartas manuscritas, que divide seu tempo entre o trabalho, bad word ografia na internet, partidas de videogame, encontros com alguns amigos e lida com a melancolia de esquecer sua ex-esposa com quem manteve um longo relacionamento e estão em processo de separação. Até que um belo dia se rende a um novo sistema operacional para o seu computador – Samantha e acaba se apaixonando por ela.

Apesar de trabalhar num local especializado em produzir cartas escritas à mão, Theodore passa dias sem encostar sequer os dedos em algo ou alguém, fazendo praticamente toda sua rotina por comando de voz ou captação de movimentos, algo bem triste e sutilmente real hoje em dia, o que leva ele a flashbacks em sua época de casado onde havia bastante contato físico e muito brilho no seu dia. E é justamente por esse “buraco” deixando pela ex-esposa que ele instala Samantha, um software que é vendido em comercial com a função de escutar, entender, conhecer e aprender com a humanidade, tornando-se então a parceira ideal para ele, afinal quem não gostaria de uma pessoa ao lado exatamente “perfeita”?! 

Porém como programada para ter uma inteligência artificial perfeita, Samantha começa a simular/ter pensamentos e sentimentos cada vez mais reais, chegando rapidamente a desejar ser uma pessoa de verdade para o seu dono. E é exatamente ai que o filme te ganha com todo o roteiro e avalanche de pensamentos e sentimentos que ele gera em cada um de nós, nos fazendo questionarmos a si mesmo. Dentro desse liquidificador de sentimentos e ideias você pode tirar um apanhado de semelhanças com a própria realidade e vários pensamentos sobre porque somos e estamos desse jeito, viciados em tecnologia, imperfeitos, mas ainda cheios de amores por bilhetes feitos à mão. 

Contos e Crônicas Pensamentos

Depois de você.

Você está feliz, não é? Eu sei. Eu vejo que você está feliz com ela, e eu queria muito ficar feliz por você. Mas eu não fico. Eu queria muito poder dizer pra qualquer um que me perguntasse “eu vi, que bom que ele tá bem” e não sentir meu estômago embrulhar. Eu queria muito ficar feliz por você, porque isso significaria que eu te deixei ir de mim, que tudo bem você estar feliz, até porque você não está mais aqui. Mas eu ainda não consegui. Continue Reading

Séries/Filmes

O que aprendi com How I Met Your Mother

Já faz algum tempo que How I met your mother terminou, mas admito a culpa em cartório que a faculdade me consumia até os cabelos e meu pouco livre era gasto: estudando mais ou tentando não surtar com a quantidade de coisas para fazer, então séries era algo que eu só sabia e ouvia falar, as poucas que eu assistia estavam toneladas de temporadas acumuladas e começar uma nova era missão impossível. Então assim que terminei a faculdade no fim do ano, meu primeiro luxo como recém-formada foi maratonar todas as séries atrasadas e começar novas séries, entre elas How I met your mother, e simplesmente me apaixonei pela série, mas aquela paixão sem fim de se identificar demais com os personagens ao ponto de se achar membro da série.

E como o próprio nome já diz, a série conta a história de Ted, um arquiteto apaixonante que conta aos seus filhos como conhece sua adorada e idolatrada esposa, mas é através dessas histórias que ele relembra suas decepções, seus sonhos, suas conquistas, todas passadas junto de seus amigos e como cada um foi construindo sua própria vida e amadurecendo, o que acabou gerando uma terapia para a pessoa aqui, porque me fez ir em extremos, desde muita risada à lagrimas, além de me ensinar infinitas coisas que algumas quero compartilhar com vocês também!

  1. Nem sempre a vida vai ser o que você espera dela.

Se existe uma frase que nunca vou me esquecer desse seriado com total certeza é a frase dita pela Lily para o Ted sobre a vida: “você não pode projetar sua como se fosse um prédio. As coisas não funcionam assim. Você precisa apenas vivê-la… e ela vai se projetar sozinha”, essa frase cabe na vida como uma luva, para mim como o par completo, pois sou arquiteta hehe, afinal quantas vezes não tentamos criar cada passo na nossa cabeça de como a nossa vida tem que ser? Longe disso de dizer que devemos deixar tudo na mão do destino, mas já pararam para pensar que se planejamos cada milésimo de tudo perdemos a melhor parte que é ser surpreendido?!

  1. Sempre aceite novos desafios.

“Challange accepted”, foi uma das frases que Barney mais usou ao longo de nove anos de série e acredite ele nunca recusou um desafio sequer! E ai que te pergunto quantos desafios você simplesmente desistiu por não ter coragem suficiente? Que tal começar a aceitá-los?! Ah! Se tiver com medo, coloca ele no bolso de trás e vai com medo mesmo, garanto que vai ser uma nova experiência para contar quem sabe para os seus filhos?!

  1. Não se envergonhe do seu passado.

Claro que seus amigos sempre vão relembrar e fazer piadas desses momentos, mas vai chegar um momento em que você mesmo estará rindo das desgraças e momentos do passado, e nunca se esqueça, não se envergonhe do seu passado, ele fez justamente a pessoa maravilhosa que você é hoje!

  1. Amizades verdadeiras sempre permanecem.

Acredito muito no fato de que cada pessoa que passa pela nossa vida, tem sua missão e muitas vezes vão embora. Mas já pararam para pensar quantas dessas pessoas também ficam em nossas vidas? Lily tem uma teoria para isso que passei a adotá-la para a vida, conhecido também como o teste da varanda, que busca autenticar as amizades, para Lily qualquer pessoa que ela consegue imaginar passando algum tempo com ela em uma varanda 50 anos depois, deve ser considerado um grande amigo fiel, afinal amigos são a família que escolhemos.

  1. Acredite no amor, mesmo que ele demore a aparecer.

Uma coisa que essa série me ensinou demais foi sobre o amor e como ele pode acontecer cedo, genuíno e se transformar no “para sempre”, como Lily e Marshall ou como pode demorar anos para acontecer, mas que devemos permanecer acreditando nele mesmo não sendo tão sortudos de primeira, afinal conheceremos diversas pessoas que nos acrescentaram de alguma forma algo que nos prepara para quando o verdadeiro amor fiel chegar. E se você conhecer alguém que faça você rir e que te ame, apesar dos seus defeitos, case-se com esse alguém, porque quando existe esse amor entre duas pessoas, mesmo que uma pise na bola com a outra, elas sempre darão um jeito de consertas as coisas, e pode ter certeza que esse era o verdadeiro amor que você buscava.

  1. Faça a sua vida ser LEGENDARY!

Segundo Barney, todas as noites de sua vida devem ser legendárias e você não deve se contentar com menos que isso, não importa se ela vai terminar com você afogando o quarto em lágrimas com alguma decepção ou bebendo até cair com os amigos, o importante é como você leva isso, seja como um aprendizado, como uma memória inesquecível, mas o que não pode ser é menos do que isso, cada dia é único e ele sempre deve terminar sendo: “It’s gonna be legen – wait for it ‘ dary!”.

E vocês o que aprenderam com HIMYM ou com outra série que vai levar para a vida toda? Compartilha aqui nos comentários, vamos adorar saber! E quem ainda não assistiu, corre já que a série fica no Netflix até dia 01 de Julho!