All Posts By

Grazielle Vieira

Grazi Livros/Frases

RESENHA: Minha Vida (não tão) Perfeita

Sempre fui uma leitora ávida – sempre significa desde os meus 16 anos –, mas nunca me arrisquei em fazer resenha. Nunca achei que eu tinha jeito pra isso. Mas assim como Stephenie Meyer despertou em mim o amor pela leitura, a Sophie Kinsella me trouxe uma vontade imensa de falar sobre os livros que leio – principalmente os livros dela, que são de mulheres fortes para mulheres fortes. Dividir com as pessoas e divulgar o trabalho tanto dela, como de outros escritores.

A minha vontade também, é que as pessoas se interessem pela leitura ao descobrir um livro favorito, e isso pode acontecer através da curiosidade de uma resenha. Certa vez ouvi a frase “não há quem não goste de ler, só quem ainda não descobriu seu livro preferido”, ou algo do tipo. Então aqui começo minha primeira resenha, justamente com minha autora preferida atualmente: Sophie Kinsella e o livro Minha Vida não tão Perfeita.

Continue Reading

Não categorizado

Um outro lado de mim

Meu nome é Júlia, mas podia ser Helena, Milena, Callita, ou Carolina. Eu sou uma das 7 bilhão de pessoas do mundo que sofre de ansiedade e tem depressão. Esse texto é um desabafo de alguém que tá cansada de fingir que tá tudo bem, enquanto não tá. É somente um desabafo de quem precisa de ajuda mas infelizmente não sabe como pedir. É só mais um desabafo entre tantos. Continue Reading

Contos e Crônicas Grazi

Você não é mais o mesmo!

– Você não é mais a mesma, você mudou muito!

Sim, eu mudei e isso não deveria soar como uma acusação, mas como um fato. Eu sou um produto do que eu vivi, do que eu senti, do que a vida me trouxe. E eu confesso, no último ano, tudo foi muito intenso para mim, as dores foram grandes e nem todas elas – na verdade, uma pequena minoria – sumiram.

Você precisa entender que eu realmente não sou mais a mesma pessoa de um, dois anos atrás e aceitar que essa pessoa talvez nunca voltará a aparecer. Eu vou entender se lidar com essa nova eu for demais para você e te fizer desistir. Mas se for isso, você não é, nem de longe, a pessoa que eu imaginei que fosse.

Eu tenho depressão e ansiedade, algo que eu não tinha quando ainda estudava, por exemplo. Eu não tenho um motivo, porque há dias que não consigo sair do quarto antes das 17 horas, com um esforço enorme, só porque eu sei que você vai estar lá dali a pouco. E pode não parecer nada para você, mas é o melhor de mim que eu coloco ao levantar, tomar um banho e trocar de roupa.

Eu realmente sinto muito se você não puder lidar com isso. Mas assim que eu não peço para que você mude, eu gostaria que você aceitasse quem eu sou e vivesse um pouco mais no presente, pois toda vez que você me acusa de não ser mais a mesma, meu mundo cai, meu coração despenca e aparece mais um hematoma na minha alma tão calejada.

O que você não ver é que eu tento ser o melhor de mim e que me prego um novo prego na minha cruz toda vez que você me diz que eu te decepcionei. Por um tempo, eu só quis sua paciência, compreensão e perdão por ser quem eu sou. Hoje eu só quero uma resposta: você está comigo no meio dessa minha bagunça e quer me ajudar a encontrar meu caminho ou quer me acusar de ser alguém diferente?

Eu não posso mais lidar com isso.
Talvez não eu não seja saudável para você, mas você também não seja para mim.
Já pensou nisso?
Já pensou na possibilidade de que você me faz mal e faz com que eu questione a minha sanidade o tempo todo?

Talvez sejamos melhor separados,
E tudo isso tenha sido um erro.