All Posts By

Tayná Bottino

Não categorizado

Eu não deixei tua maré me levar.

Algumas pessoas me questionam sobre o motivo de eu não estar mais falando de você, elas me perguntam se eu te esqueci, algumas tem certeza que sim, outras dizem que me faço de forte e que na verdade não é nada, qual delas estaria certa? Ah, antes que pergunte, eu estou bem sim, depois de muito olhar para frente e não enxergar nada além do oceano sem fim de incertezas que você deixou, eu finalmente fiquei bem, transformei isso tudo em uma simples maré, a TUA maré, a qual eu não acompanhei. Eu não falo mais sobre você, mas eu ainda sei tudo que causou em mim e nunca vou esquecer nada daquilo que foi dito, não falar sobre não significa muita coisa, apenas diz sobre o quanto você não esta presente no meu dia-a-dia mais. Surpreso? Eu também fiquei, quando a gente mergulha em um alguém tão fundo, achamos que nunca mais vamos sair e respirar ar puro de novo, achamos que aquilo vai nos consumir para sempre e nunca mais seremos normais, parece que entramos em uma loucura sem fim. Mito ou realidade? Depende, mas só de mim e de quem estiver passando por mim, depende da nossa força que achamos que não temos, mas temos. Mas, nunca, jamais isso dependerá de você. Eu poderia ter me deixado de lado, ter me esquecido, poderia ter deixado a sua maré me levar, mas eu não deixei, eu escolhi ser mais, sendo assim escolhi deixar você sair de mim. Eu estou bem, respirei ar puro outra vez.

Contos e Crônicas

Para a minha pessoa favorita.

Lembro de quando nos conhecemos, claro, isso eu nunca esqueceria, estávamos no meio das aulas e você apareceu pra mudar o resto da minha vida, e eu nem podia imaginar. Nem todo mundo entende de fato o que é ter e ser amigo de alguém, algumas pessoas perdem o sentindo no meio do caminho e se perdem da gente também, mas quem liga para eles não é mesmo…

Nós temos uma  a outra, temos o MUNDO. Continue Reading

Superação

Eu me libertei.

Eu deixei você me tomar…tomar conta de mim, do meu humor, dos meus dias.
Eu deixei você invadir tudo de bom que existia em mim,
Deixei a sua confusão tomar conta da minha, me fiz acreditar que elas eram minhas também,
Eu escolhi entrar nisso, escolhi me deixar pela sua vontade, eu me modifiquei… quem eu era, o que eu queria.

Você era como uma sensação de êxtase,
Era como a felicidade momentânea mais prazerosa que eu tinha.
A dor que me causava era forte,
Mas eu achava que ela tinha que estar ali, era o preço pra te ter.

Acredito que existe um ponto na vida em que a gente se entrega tanto, se joga no escuro e não mede o quanto isso pode nos ferir, acredito que chega a ser egoísmo com nós mesmos, mas faz parte, somos egoístas e as vezes isso cai bem, mas as vezes não.

Chegou o dia em que senti que nada daquilo fazia mais sentindo,
Que eu estava caminhando sozinha para o nada,
E eu precisava me libertar.

Até que eu me libertei,
Eu me libertei do que eu era com você, do que você era pra mim, do que eu fiz de mim para estar com você.
Me libertei de achar que seus toques eram com amor, e ali criar uma ilusão que fixava no meu corpo e me causava calafrios, me libertei de acreditar que aquilo era real, ME LIBERTEI.

E o que eu vi de mim depois disso, eu me orgulhei.
Eu me tornei tão melhor depois de você, eu achava que nunca iria passar e passou, eu me vi inteiramente minha, pronta e disposta a lutar por mim.
Então eu acho que de alguma forma eu deveria ser grata a tudo isso, não a você…

A VIDA, por me ensinar, me mostrar, que eu posso sim passar por tudo que vier, eu não vou cair, eu não vou e não posso me deixar de lado, eu vou lutar. E um dia quando acordei para mais um dia, eu sorri, sorri verdadeiramente, sorri com o coração leve, eu sorri porque me libertei. Eu me libertei de você.