Browsing Category

Séries/Filmes

Desenvolvimento Pessoal Pensamentos Séries/Filmes

A Travessia

Oi Gente, tudo bem?

Hoje vou falar sobre um filme que eu não conhecia nem nunca tinha ouvido falar dele e muito menos se parece com o que eu normalmente gosto de assistir mas como foi indicação de um amigo eu resolvi dar uma chance para o filme.
No começo confesso que achei que ia ser um filme chato, que ia me dar sono por se tratar de uma biografia narrada, mas me surpreendi ao terminar o filme pensando novamente sobre a vida e com a cara toda borrada.

Tudo começa lá em Paris, onde o jovem Petit interpretado por Joseph Gordon-Levitt (que por sinal interpretou muito bem, mas esse assunto é pra depois) começa sua carreira de malabarista no circo e lá ele desenvolve a paixão pelo equilibrismo. O filme mesmo estando na categoria de biografia não conta exatamente sobre sua vida ou de seus dramas pessoais com a rejeição da família até porque essa não era a ideia do diretor e sim sobre sua jornada até conquistar um dos seus objetivos e maior sonho como equilibrista.
Ele conhece sua primeira cúmplice de aventuras interpretada por Charlotte Le Bon e um fotógrafo interpretado por Clément Sibony que acaba se tornando seu melhor amigo.
Philippe Petit era fissurado pelas Torres Gêmeas. Sim ! Aquelas do centro de Nova York do atentado de 11 de setembro.Ele as achavam lindas e seu maior sonho era atravessar de uma para outra usando apenas um cabo.
Juntos eles embarcam nessa arriscada aventura. Mesmo sem ter autorização legal para tal acontecimento, ele reuniu seu grupo de cúmplices para bolar o plano para que isso se tornasse realidade.

A história é real e aconteceu em 7 de agosto de 1974 e ganhou destaque no mundo inteiro, mas o filme mesmo foi lançado em outubro de 2015. Classificado nas Categorias de Biografia, Drama e Aventura e dirigido por ninguém mais ninguém menos que Robert Zemeckis , o mesmo diretor de Forrest Gump, Náufrago e O Voo.

Pra começar, quero declarar que ja era fã de Joseph , mas no filme seu personagem com o cabelo estranho, as lentes de contato azuis e o esforço para o sotaque francês o tornou bem estranho. Ele começa como narrador desde a primeira cena, mas de uma maneira diferente como se fosse mesmo só o condutor da história.

Agora tecnicamente falando o chroma-key foi bem utilizado principalmente nas cenas de equilibrismo e a produção utilizou uma paleta de cores muito utilizada nos filmes franceses como de Amélie Poulain (outro filme que eu amo), o que dá bastante impressão de um sonho.

O filme é cheio de sensações, e manipula as emoções do público provocando a máxima tensão possível, mas em mim além disso o impacto foi bem maior em outro sentido que eu já vou explicar.
“… Se faltarem três passos e você der esses passos com arrogância, se achando invencível, você morrerá… “

Essa é a frase do filme que mais mexeu comigo e vou levá-la pra sempre na minha vida. Ela me fez pensar não apenas no meu esforço pra conseguir o que eu quero ou conquistar meu sonho sabe, fazer o possível e o impossível, mas também na forma que eu corro atrás deles e de como eu retribuo ás pessoas que estão sempre ao meu lado para que eu consiga atingir o meu objetivo. Também me fez pensar em: Será que eu estou me esforçando o bastante para conquistar tudo que eu quero? Será mesmo que é possível aquilo que eu quero?

Calma, eu não vou sair por ai me equilibrando numa corda de um prédio para o outro e nem vocês ok?!?!?!
Maaaas me comprometi a dar o meu melhor para realizar os meus sonhos. E ai, vocês vão embarcar nessa também?

Não é um filme que agrada a todos, mas a reflexão por trás de tudo, pelo menos da forma que eu vi foi bem importante pra minha vida.

 Se você já assistiu esse filme comenta aqui embaixo o que achou e se não assistiu, espero que goste e se surpreenda com o que você é capaz de fazer com os seus sonhos!

Beijos e até o próximo!

Colaboradores Séries/Filmes

6 razões para assistir Lucifer: a série onde o diabo é o mocinho (ou quase isso)

Oi kirids, turubom??? A indicação de hoje é de uma série babadeira que me deixou viciadíssima (e vou contar pra vocês que pra eu me viciar em série é muuuuito difícil, porque eu morro de preguiça de acompanhar, esperar nova temporada e etc) nos últimos meses: Lucifer.

Hot meeeeixmo

A série é baseada no personagem da Vertigo (uma subdivisão da DC Comics), Lucifer, que, por sua vez, é baseado diretamente no Coisa Ruim. Ou Samael, Satã, Anjo Caído, Tinhoso, Sete Peles, Satanás, Capiroto, Belzebu, Michel Temer, como vocês preferirem. Continue Reading

Séries/Filmes

Dica de Filme: Her.

Eu tenho a grande tendência a assistir alguns filmes clássicos depois que TODO mundo já viu e sempre acho que é melhor não falar nada a respeito para não fazer papel de boba, mas acho que no caso desse filme, me rendo ao papel se isso fizer ao menos UMA pessoa que não tenha visto enfim assisti-lo. Dirigido e produzido por Spike Jonze – diretor maravilhoso de filmes que adoro – ganhou o Oscar e Globo de Ouro de melhor roteiro original, sendo estralado por Joaquin Phoenix e pela Scarlett Johansson (queridíssima, que não aparece no filme, porém vocês irão entender!), estreou no Brasil somente em fevereiro de 2014 e hoje faz parte da minha lista de filmes favoritos.

O filme retrata a história de Theodore, um escritor de maravilhosas cartas manuscritas, que divide seu tempo entre o trabalho, bad word ografia na internet, partidas de videogame, encontros com alguns amigos e lida com a melancolia de esquecer sua ex-esposa com quem manteve um longo relacionamento e estão em processo de separação. Até que um belo dia se rende a um novo sistema operacional para o seu computador – Samantha e acaba se apaixonando por ela.

Apesar de trabalhar num local especializado em produzir cartas escritas à mão, Theodore passa dias sem encostar sequer os dedos em algo ou alguém, fazendo praticamente toda sua rotina por comando de voz ou captação de movimentos, algo bem triste e sutilmente real hoje em dia, o que leva ele a flashbacks em sua época de casado onde havia bastante contato físico e muito brilho no seu dia. E é justamente por esse “buraco” deixando pela ex-esposa que ele instala Samantha, um software que é vendido em comercial com a função de escutar, entender, conhecer e aprender com a humanidade, tornando-se então a parceira ideal para ele, afinal quem não gostaria de uma pessoa ao lado exatamente “perfeita”?! 

Porém como programada para ter uma inteligência artificial perfeita, Samantha começa a simular/ter pensamentos e sentimentos cada vez mais reais, chegando rapidamente a desejar ser uma pessoa de verdade para o seu dono. E é exatamente ai que o filme te ganha com todo o roteiro e avalanche de pensamentos e sentimentos que ele gera em cada um de nós, nos fazendo questionarmos a si mesmo. Dentro desse liquidificador de sentimentos e ideias você pode tirar um apanhado de semelhanças com a própria realidade e vários pensamentos sobre porque somos e estamos desse jeito, viciados em tecnologia, imperfeitos, mas ainda cheios de amores por bilhetes feitos à mão. 

Pensamentos Séries/Filmes

O mínimo para viver

Oi gente, tudo bem?

Hoje vim falar com vocês sobre um assunto um pouco diferente do que costumo falar.

Mas esses dias eu estava querendo assistir algum filme, estava cansada das séries e vi o seguinte título: O Mínimo para Viver. Ele me chamou atenção, afinal estava mesmo pensando sobre a vida e me deparei com um filme incrível que ao invés de romantizar o problema – SIM o assunto do filme é um problema e precisa ser tratado – ele conscientiza a sociedade. Mas como disse não é sobre isso que quero conversar com vocês, mas vou dar uma breve resumida na história pra quem se interessar. Continue Reading

Séries/Filmes

Séries de Medicina

Oi gente, tudo bem?
Hojé dia de que? Isso mesmo, falar de sérieeeeeeeeees, mais especificamente das séries que envolve médicos.
Nem todas citadas abaixo eu assistir por inteiro, mas estou fascinada por duas que eu vou falar hoje pra vocês… Vou dar 1 dica de cada pra vocês adivinharem. A primeira tem 12 temporadas e a segunda série que eu amo, é bem cômica.
Maaas vamos lá!

É impossível falar sobre esse assunto e não colocar nessa lista a série Grey’s Anatomy. Que o nome do seriado é referência ao famoso livro médico ‘Gray’s Anatomy’.  Mesmo estando no ar desde 2005, a série faz um sucesso até hoje e é um sucesso.

Resultado de imagem para grey's anatomy

A história se passa no hospital Seattle Grace, com a narração de Meredith Grey, uma das internas que começa sua residência e convivência com Cristina Yang, George O’Malley, Izzie Stevens e Alex Karev , outros internos começando sua residência no hospital. Durante toda a série, os desafios são diários e eles criam um laço de amizade entre si. Cada um com sua personalidade compõe um elenco incrível. Cada episódio é um misto de de emoções e sentimentos, tanto com os personagens como para nós que assistimos.
A série é composta por mais outros personagens que contamos como principais, e uma delas é a Addison Shepherd (Kate Walsh) que estava escalada para cinco episódios, mas acabou participando de duas temporadas e ainda ganhou uma série própria, Private Practice. Que é a próxima que irei falar.

Private Practice

Resultado de imagem para private practice

É um spin-off de “Grey’s Anatomy” que mostra como é a vida da Dra. Addison Montgomery, que deixou para trás o Seattle Grace Hospital, e toda sua antiga vida, mudando-se para Santa Monica. Na nova cidade, Addison reencontra um casal de amigos da faculdade. Eles acabaram de se separar e a convidam para trabalhar na Oceanside Wellness Center. Nesta clínica particular, ela vai conviver com um atraente especialista em medicina alternativa, um pediatra que tem vários casos amorosos, um ginecologista que não entende nada de mulheres e uma terapeuta que tem dúvidas sobre os benefícios de sua profissão. Em sua vida profissional em medicina, todos são dedicados e bem-sucedidos, já na sua vida pessoal as coisas não são tão boas assim.

House

Resultado de imagem para house serie

É outra série que não podemos deixar de fora não é mesmo?
Ela foi uma inspiração de Sherlock Holmes. Com suas oito temporadas, a série recebeu 112 indicações a prêmios, ganhando 51 deles incluindo dois Globo de Ouro de “Melhor Ator em Drama” para Hugh Laurie.
Dr. House (Hugh Laurie) é nefrologista e infectologista, cético e mal humorado. Um ótimo e especialista em diagnósticos que também sofre com o vício em analgésicos para aliviar a dor que sente em sua perna direita. Seus métodos e descobertas são brilhantes. A trama se torna bem humorada com a forma de House lidar com as situações vividas no hospital Princenton-Plainsboro.
A série conta com ótimos personagens, casos médicos fantásticos que os roteiristas fizeram questão de fazer muitas pesquisas antes e frases memoráveis de Dr. House.

Miami Medical

Resultado de imagem para Miami Medical

Miami Medical é um drama médico sobre uma equipe de cirurgiões que trabalham em uma das primeiras unidades de traumatologia do país que brilham mais quando trabalham sob pressão contra o relógio para salvar pacientes gravemente feridos. A equipe é composta por Dr. Matthew Proctor(Jeremy Northam) que é novo no time e entrou após ter trabalhado em uma unidade durante a Guerra do Golfo, Dra. Eva Zambrano (Lana Parrilla) que é viciada em seu trabalho, onde ela fica muito mais confortável consigo mesma que no mundo externo, Dr. Christopher Deleo, ou “Dr. C”, é um playboy que topa os maiores desafios da medicina.Os outros são a Dra. Serena Warren (Elisabeth Harnois) e o enfermeiro Tuck Brody (Omar Goodning).
É uma série fantástica, que a cada novo episódio nos mostra os desafios de ser médico e como o trabalho deles nos trazem uma lição de vida. Ela teve apenas 1 temporada com 13 episódios e infelizmente foi cancelada.

Hart Of Dixie

Resultado de imagem para Hart Of Dixie

Após sua vida virar de cabeça para baixo com uma perda de promoção e um “pé na bunda” de seu noivo, Dra. Zoe Hart (Rachel Bilson) decide aceitar um proposta feita por um senhor no dia de sua formatura para ir para  BlueBell, no Alabama e trabalhar em uma clínica, porém as coisas não eram bem como esperava.

Ao chegar lá, ela descobre que o senhor que lhe ofereceu o emprego, havia falecido, deixando ela como herdeira de metade da clínica, pois era em sociedade com outro médico, o Dr. Brick Breeland.

Ela aceita o desafio, mas o Dr. Breeland, não seria um sócio muito agradável, afinal ele por um tempo, era o único médico da cidade que não aceita  de maneira nenhuma essa concorrência.
Lavon Hayes, o prefeito da cidade e ex-jogador de futebol famoso, que empresta uma de suas casas para Zoe morar. Seu vizinho Wade, é músico e adora uma bagunça e provocar a Dra. Hart.
Ao longo da história ela conhece a filha de Brick, a Lemon Breeland, uma jovem que se dedica a manter viva a história e a tradição da cidade e seu noivo George, um advogado renomado na cidade.
O mais legal é que Hart of Dixie não é aquela típica trama médica, além de mostrar os casos bizarros doa pacientes de BlueBell ,boa parte dos episódios focam nas situações cômicas que Zoe acaba se metendo e sua bagunçada vida amorosa.

E ai, gostaram? Conta pra mim o que vocês acham das séries, se vocês já assistiram. E descobriram quais são as minhas favoritas? Deixem  aqui nos comentários ok , pra gente interagir.

Beijinhos e até a próxima !