Browsing Category

Diário de uma depressiva

Diário de uma depressiva Grazi

Diário de uma Depressiva 08

 

Você pode ler todos os capítulos do Diário aqui!

19 de Jan 2018

Hoje eu fiz o Eduardo da Mônica, bem como a música do Renato Russo.
Abri os olhos, mas não quis me levantar, fiquei deitada e vi que horas eram.
Cedo. Era cedo demais para que eu consiga viver 24 horas sem pensamentos negativos. E isso foi forte. Não são nem 13h e eu já queria poder encerrar o dia. Fiquei deitada no quarto, com as cortinas fechadas, sem querer ver a luz. Deixando o vento do ventilador e o frescor do ar-condicionado baterem em mim, esperando com que fizessem a tristeza dos meus olhos virarem poeira e se dissolverem pra longe. Não sei quão longe, já que nem a janela eu ainda não havia aberto. Continue Reading

Diário de uma depressiva Grazi

Diário de uma depressiva 07: um caso de nojo dentro de um amor

 

15 de Jan 2018

Você pode ler todos os capítulos do diário aqui!

Juro que quando escrevi o último diário (cê pode ler aqui), não achei que escreveria outro tão cedo, porque o intuito do diário é me ajudar a superar meus problemas e mostrar que eu sou tão humana com eles, como vocês. E que juntos, podemos nos apoiar. Como eu estava me sentindo melhor, não achei que o diário voltaria tão cedo, porque é um diário de depressão, não da minha vida, abertamente. Mas aí é que está meu erro, esperar, criar esperanças e expectativas. O diário 06 foi escrito no sábado a noite, mas o fim de semana era longo e aconteceram algumas coisas que estão entaladas na minha garganta, ainda na noite de sábado, escorrendo para todo o domingo. Continue Reading

Diário de uma depressiva Grazi

Diário de uma depressiva 06

 

Você pode ler todos os capítulos do diário aqui.

 

13 de Jan 2018

Há alguns dias não venho aqui e, dentro das minhas resoluções, da semana, escrever o diário 06 era para o dia 11 de Jan, logo após a minha consulta com o psiquiatra. Bom, preciso dizer que essa consulta mexeu comigo. Me surpreendi com o fato de poder dizer ao Doc. o quão bem eu ando me sentindo comigo mesma. O quão bem eu me encontrei dentro da minha própria pele, depois de tanto tempo (anos, eu diria). Não sei se posso atribuir só a mim mesma essa melhora, acho que ela está vindo de fora pra dentro, dos remédios receitados e, até então, não alterados, já que tem dado tudo tão certo. As metas que eu tracei no início da semana, consegui cumpri-las. Escrever este capítulo é a última delas. Continue Reading

Diário de uma depressiva Grazi

Diário de uma depressiva 05

09 de Jan 2018

Ontem (hoje de madrugada) fui dormir com um monte de resoluções na cabeça e bem satisfeita comigo, e é claro que isso tem um motivo. Meus maiores picos de tristeza profunda são entre 17h e 21h e eu quebrei minha cabeça por uns bons dias para descobrir o porquê disso. Finalmente, descobri meu gatilho e está ligado a uma vida de pressão que eu vivi por muito tempo, em que determinada pessoa ficava ao meu redor e, por vezes, me fazendo mal dentro desse horário. Depois disso, essa pessoa dormia e eu me sentia mais eu mesma, sem pressão ou medos. Continue Reading

Diário de uma depressiva Grazi

Diário de uma depressiva 04

 

Você pode ler todos os capítulos do diário aqui

08 de Jan 2018

Abri essa página em branco, sem saber o que escrever.
Ao som de All too Well da Taylor Swift (ouçam, melhor música), minha mente toma várias direções e não sabe o que contar sobre os últimos dias. O sábado tinha tudo para ser o dia mais seguro da semana. Eu tive uma festa infantil para ir. Quem não ama mais festa de criança do que o barzinho dos adultos? Sinceramente, como diz um kirido, nem é gente. Mas poucas horas antes dessa festa, alguém muito próximo resolveu sumir e me deixar louca de preocupação. Passei mais de 24 horas sendo ignorada. E isso dói pra caralho, principalmente vindo de alguém com quem você se importa e que daria muito pra ver essa pessoa bem. Continue Reading