Navegando na Categoria

Feminismo

RESULTADO DA SELEÇÃO

Se você achou que eu esqueci da seleção, está enganadíssimo, bebê!
Dentre as centenas de e-mails que recebi (que felicidade!), consegui o que eu mais queria: montar um time incrível para o Vigor Frágil e correr, junto com você e seu apoio, para fazer crescer ainda mais o blog e, em consequência, nosso time: vocês!

O prazo expirou ontem e, ontem mesmo eu comecei a enviar resposta a todos os selecionados e hoje finalizei (porque sempre tem aqueles que deixam pro último minuto, literalmente.
Cheque seu email se você participou da seleção de colunistas do Vigor Frágil!

LISTA DOS SELECIONADOS

Tayná Bottino
Regiane Medeiros
Juliene Anselmo
Amanda Souza
Joanderson Oliveria
Stephanie Almeida
Caroline Maestrello
Larissa Correia
Raquel de Pávoas
Rebeca Ferreira
Emanoel Freire
Mariana Lira
Mayara Cavalcante
Deborah Sequeira
Mariane Schiming
Joana Maria
Isabella Santiago
Suzana Sobral

O DIA EM QUE SAÍ DE CASA SEM SUTIÃ

IMG_20170516_154944_315

Foi bem assim que eu saí! E aí, qual sua opinião? Aproveita e me segue no Instagram!

Hoje eu saí de casa sem sutiã.
A minha cidade natal é interior do interior.
Precisei ir ao centro e você precisa entender que a vida se concentra no centro da cidade.
Lojas, escritórios, teatros, lanchonetes, cartórios, é o elo que liga algumas escolas aos bairros e etc.

A forma como as pessoas me olhavam, foi bizarra.
Eu estava me sentindo absolutamente confortável.
Blusa de frio e sem sutiã.
Nada de malha.
E nem se fosse.

Algumas garotas me olhavam, cutucavam a colega e soltavam risadinhas.
Outras se sentiam indignadas e me olhavam com muito julgamento.
Os homens tinham olhares nojentos.
Pareciam que nunca tinham visto seios por cima de uma blusa.
Imagina esses pobres coitados olhando um seio grande (os meus são pequenos) e bonito pessoalmente e sem nada pra atrapalhar?
Coitadas das mulheres que receberem esse olhar.

Eu não entendo o motivo disso chocar tanto a sociedade!
Já andei sem sutiã pelas ruas do Rio e pareceu que eu nem existia.
Era um ser humano apressado como qualquer outro.

Quando era mais nova, eu amava usar sutiã, justamente porque não tinha muito peito, mas hoje eu me sinto bem com essa parte do meu corpo, é proporcional ao resto, a quem eu sou.
Não deixei de usar sutiã pra chocar ou aparecer.
Comecei a ter incômodos que passaram a uma alergia bizarra e, agora, minha pele queima quando eu uso.

E sabe?
Eu não gosto mais de sutiã, eu não preciso dele, eu me sinto bem sem ele.
E sabe a sociedade julgadora?

FODA-SE!
É O MEU CORPO E COMO EU LIDO COM ELE!

PROCURA-SE COLUNISTAS

18519958_1920870868157251_7446507236611401953_n

O blog Vigor Frágil vem crescendo cada vez mais e sinto que não estamos dando conta de atender a demanda dos nossos leitores. Então, pra quem gosta e SABE escrever BEM, tem oportunidade por aí! Quero abrir, pra vocês que gostam desse mundo de blog e social media e, que querem se comprometer com os leitores, criando conteúdo semanalmente (não necessariamente a mesma pessoa postar toda semana, acalmem-se), para se juntar a nossa equipe. Infelizmente, não é remunerado, porque somos pobrinhos mesmo, na verdade, eu só tenho despesas pra manter o blog, então é tudo uma questão de amor e experiência.

TEMAS SOBRE O QUE VOCÊ PODE SE INSCREVER:

– Relacionamento
– Pensamentos/Desabafos
– Superação
– Contos e Crônicas
– Séries/Filmes
– Livros/Frases
– Música/Universo Pop
– Moda
– Decoração
– Fotografia
Feminismo

Escolha a que você mais gosta (pode ser mais de uma categoria, pois se não for selecionado em uma, pode ser em outra) e me envie um email no endereço: colunistasvigorfragil@gmail.com ou vigorfragil@gmail.com  preenchendo os seguintes requisitos:

– Seu nome, idade, se estuda (qual ano/curso)/trabalha, se tem blog (deixa o link pra eu dar uma visitada, tá?), e se pode escrever pro blog duas vezes por mês, pelo menos!

– Coloque no assunto do email qual categoria você escolheu (categorias diferentes, emails diferentes).

– E O MAIS IMPORTANTE: coloquem em anexo (ou no corpo do email mesmo) dois exemplos de posts (como se você já fosse uma colunista e estivesse postando no blog) que você faria do tema escolhido. Isso será primordial para que eu veja sua linguagem, seu jeito, e se encaixa com o jeitinho do blog!

O PRAZO É ATÉ 30 DE MAIO!!!

O RESULTADO SAI 02 DE JUNHO!!!

Fonte: Isabela Freitas

A escrava Isaura

“Mas me responde isso para eu parar por aqui:
por que tanta hostilidade com aquela que ousou te parir?”

1bdc6556b87e08448d65f4f097bd824e

É Isaura, é Maria, é Laura.
Todas as escravas que as lágrimas já caíram na senzala.

Escrava do amor, da família, de amigos.
Escrava do novo e do antigo.
Escrava do ficante, namorado e do marido.
É escrava da opressão, da sociedade e do bandido.
Todavia, não sei quando vou conquistar minha carta de alforria, se eu morro de duas em duas horas, pois morre 13 mulheres por dia. Leia Mais

NEWSLETTER FEMINISTA – APRESENTAÇÃO

A internet é um local cheio de informações e isso, muitas vezes, acaba sendo um problema.

Imagine-se nesta situação: Você acaba de se definir como feminista, mas não sabe muitas informações sobre o movimento. Ou você é feminista há anos, e não consegue encontrar eventos e artigos na internet sobre os assuntos que quer ler, pois trabalha durante o dia e estuda durante a noite.

Tendo tudo isso em vista, resolvi criar um newsletter* sobre o assunto.

*”Boletim informativo (newsletter em inglês) é um tipo de distribuição regular a assinantes e que aborda geralmente um determinado assunto. Generalizam-se cada vez mais os boletins informativos como mensagem eletrônica ou seja e-mail que o usuário pode receber via Internet após efetuar um cadastramento em algum site.”

A ideia é bem simples, só é preciso cadastrar-se aqui e aguardar o e-mail de confirmação para receber, semanalmente, artigos, recomendações de filmes/documentários/séries, eventos que ocorrerão durante a semana e indicações de livros sobre o assunto escolhido naquele período.

É fácil, simples e prático 🙂