Navegando na Categoria

Moda

RESULTADO DA SELEÇÃO

Se você achou que eu esqueci da seleção, está enganadíssimo, bebê!
Dentre as centenas de e-mails que recebi (que felicidade!), consegui o que eu mais queria: montar um time incrível para o Vigor Frágil e correr, junto com você e seu apoio, para fazer crescer ainda mais o blog e, em consequência, nosso time: vocês!

O prazo expirou ontem e, ontem mesmo eu comecei a enviar resposta a todos os selecionados e hoje finalizei (porque sempre tem aqueles que deixam pro último minuto, literalmente.
Cheque seu email se você participou da seleção de colunistas do Vigor Frágil!

LISTA DOS SELECIONADOS

Tayná Bottino
Regiane Medeiros
Juliene Anselmo
Amanda Souza
Joanderson Oliveria
Stephanie Almeida
Caroline Maestrello
Larissa Correia
Raquel de Pávoas
Rebeca Ferreira
Emanoel Freire
Mariana Lira
Mayara Cavalcante
Deborah Sequeira
Mariane Schiming
Joana Maria
Isabella Santiago
Suzana Sobral

PROCURA-SE COLUNISTAS

18519958_1920870868157251_7446507236611401953_n

O blog Vigor Frágil vem crescendo cada vez mais e sinto que não estamos dando conta de atender a demanda dos nossos leitores. Então, pra quem gosta e SABE escrever BEM, tem oportunidade por aí! Quero abrir, pra vocês que gostam desse mundo de blog e social media e, que querem se comprometer com os leitores, criando conteúdo semanalmente (não necessariamente a mesma pessoa postar toda semana, acalmem-se), para se juntar a nossa equipe. Infelizmente, não é remunerado, porque somos pobrinhos mesmo, na verdade, eu só tenho despesas pra manter o blog, então é tudo uma questão de amor e experiência.

TEMAS SOBRE O QUE VOCÊ PODE SE INSCREVER:

– Relacionamento
– Pensamentos/Desabafos
– Superação
– Contos e Crônicas
– Séries/Filmes
– Livros/Frases
– Música/Universo Pop
– Moda
– Decoração
– Fotografia
Feminismo

Escolha a que você mais gosta (pode ser mais de uma categoria, pois se não for selecionado em uma, pode ser em outra) e me envie um email no endereço: colunistasvigorfragil@gmail.com ou vigorfragil@gmail.com  preenchendo os seguintes requisitos:

– Seu nome, idade, se estuda (qual ano/curso)/trabalha, se tem blog (deixa o link pra eu dar uma visitada, tá?), e se pode escrever pro blog duas vezes por mês, pelo menos!

– Coloque no assunto do email qual categoria você escolheu (categorias diferentes, emails diferentes).

– E O MAIS IMPORTANTE: coloquem em anexo (ou no corpo do email mesmo) dois exemplos de posts (como se você já fosse uma colunista e estivesse postando no blog) que você faria do tema escolhido. Isso será primordial para que eu veja sua linguagem, seu jeito, e se encaixa com o jeitinho do blog!

O PRAZO É ATÉ 30 DE MAIO!!!

O RESULTADO SAI 02 DE JUNHO!!!

Fonte: Isabela Freitas

Autoestima: complexo de ser magra

Sempre tive complexo por ser magra.

Me lembro de uma época em que eu pesava 28 kg e eu tinha 11 anos de idade. O peso médio para meninas dessa idade é de 35 kg (sim, eu pesquisei). Sempre me alimentei bem (hoje em dia não exatamente), principalmente nessa fase criança-adolescente. Comia de tudo, desde verduras, carnes, carboidratos (vários em uma refeição só, inclusive), proteína, leite e vitamina de frutas. De acordo com que fui crescendo, vi todas as meninas da minha sala e da minha escola (que era gigante, beijos EMIMA) encorparem, ficarem bem gostosas, bem no estilo que eu queria ser, mas eu parecia ter o mesmo corpo de uma das meninas de 09 anos.

Para piorar a minha tristeza, meu irmão me dava apelidos maldosos, que sabia que me afetaria, o que só fazia com que eu odiasse ainda mais o meu corpo. Os anos foram passando e eu não posso dizer para você que mudei muito. Algumas pessoas me falam, como uma espécie de elogio, que eu deveria ter sido modelo (não, eu não tenho altura, só magreza mesmo). Outras dizem que aparento ser muito mais nova do que sou (aos 20 anos, uma senhora disse que eu parecia ter 15; aos 22, 17). Leia Mais

Para ver, comer e tirar fotos bonitas para o Instagram

“Então é Natal, pro enfermo e pro são, pro rico e pro pobre, num só coração. Então bom Natal, pro branco e pro negro, amarelo e vermelho, pra paz afinal.”

natal

Sabe quando começa a tocar uma música e você não consegue ficar parada, e deixa se envolver pela batita entre tons graves. Seus pés não te obedecem, ensaiam passos que nunca fez antes, as mãos são jogadas para cima. Em poucos minutos você está cantando a música e dançando parecendo aqueles bonecos de posto? O natal causa o mesmo efeito sobre mim, não que eu tenha vontade de dançar, mas é uma vontade incontrolável de ser feliz, escolher a melhor roupa do guarda roupa para ficar na sala, escutar piadinhas sobre o pavê, e deixar o cd da Simone em um replay eterno. Leia Mais

Fins e recomeços

“E os dias e as festas que eu vou lembrar… São fases da vida que vão passar.”

formatura

 

A tão sonhada formatura chegou.  Aquele momento em que você passou anos desejando, jogar os livros pela janela, um misto de medo por encerrar um ciclo e iniciar um novo capítulo das nossas vidas. Para alguns o ensino médio ou a faculdade vai deixar uma saudade gostosa, para outros é o fim de uma sequencia de bullying e apelidos nada amistosos. Leia Mais