Navegando na Categoria

Superação

Amigas e namorado

“Uma lição valiosa que a vida me ensinou, é que nunca devemos deixar nossas amigas de lado por um cara. NUNCA mesmo. E se ele exigir isso, ele não é o cara certo para você.”

8957547d5e8954f0b5c64850c44d134b

Não existe mais “nós”.
Nós daquele antigo verbo eu e ele.
Mas não precisa ter pena de mim, porque eu não estou sozinha. Sempre tive minhas amigas e quando eu disse que nós terminamos, ninguém nem imagina! Elas arrumaram uma viagem, no meio do nada e, no fim de semana seguinte, nós estávamos na estrada. O bagageiro cheio de comida, repelentes, luzes, carvão e tequila. Várias tequilas.

Durante a semana que antecedeu a viagem, eu não precisei excluir você das minhas redes sociais, eu não saí por aí bebendo e beijando pessoas aleatórias na balada. Pela primeira vez, eu encarei um término de frente, de peito aberto e não fechado, cheio de muros e arames farpados.

Uma das meninas até me perguntou “como você consegue vê-lo fazendo tudo pra te atingir e não se importar?”. Na hora eu só sorri, mas eu sabia o motivo. Nós éramos melhores amigos, sabe? Não havia motivos para ódio e rancor. Vivemos juntos anos da nossa vida, realizamos sonhos, dividimos alegrias e tristezas. Na verdade, eu não conseguia entender por quê deveria haver ódios e bloqueios e desvios de calçada.

Não foi uma decisão fácil colocar um ponto final em tudo, mas foi necessário. E eu sabia que teria um chão para pisar quando nós tirássemos nossos tapetes do caminho. Sabia, acima de tudo, que haveria um caminho. E elas sempre serão o chão do meu caminho, disso eu sempre soube, nisso eu posso confiar.

Acabou, mas nós estamos felizes.
Eu. Elas. Elas e eu, juntas.
Naquele fim de semana ficamos sem celular, mas nos abastecemos de risadas. Lembramos de histórias antigas, de namoros passados e, claro, dele.
Lá pelas tantas, depois de vários drinks com tequila, óbvio que tudo o que ele e eu vivemos, veio à tona. Claro que chorei.

Terminar um namoro é arrancar uma parte de nós. É aquele corte de cabelo que pedimos dois dedos e nos tiram um palmo, é como se nos imobilizassem um braço quebrado. É frustrante, incapacitante, doloroso. Mas sabe em que eu acredito? Que cabelos crescem e braços se operam e voltam à ativa com fisioterapia. E elas? Elas são as vitaminas do meu cabelo e a fisioterapia para meu coração quebrado e imobilizado.

Quando o fim de semana acaba e a gente volta para a realidade, elas ainda estão lá. Mandam mensagens fofas, engraçadas, marcam happy hour no meio da semana, contam fofocas, reclamam da vida, aparecem na minha casa sem avisar e me pegam de pijama, fazendo com que eu assista a uma série policial com um cara gato.

Elas são não só o meu, mas o seu chão, terra, caminho, o ar que respiramos.
Uma lição valiosa que a vida me ensinou, é que nunca devemos deixar nossas amigas de lado por um cara. NUNCA mesmo. E se ele exigir isso, ele não é o cara certo para você.

Amores vêm, amores vão, amores se transformam, tudo é imperfeito,
Mas elas são imutáveis no amor e na dor.

Lidando com o caos interior

“Tente não pensar demais.
Tente não querer controlar tudo.”

FB_IMG_1489154861992

Eu sei que você se sente perdido em relação a quase tudo, eu sei que carrega consigo quase toda a indecisão do mundo. Eu sei que te atormenta não conseguir deixar a preocupação de lado, mesmo quando se trata de coisas as quais você não pode fazer muito a respeito. Eu sei que mesmo tendo consciência de que nem tudo depende de você, não consegue deixar isso pra lá. Eu sei que a sua ansiedade não é aquela que a sociedade pensa que é. Eu sei que não está ansioso para algum acontecimento em si. Eu sei que é algo que foge do seu controle e que isso é irônico, pois controle é o que você mais quer ter. Leia Mais

Você vai sorrir de novo

4

Eu sei que você tem demonstrado ser uma mulher forte, mas na verdade você se sente como uma criança perdida e com bastante medo. Sei que você tem se sufocado com as palavras não ditas e quase sempre se culpa pelos erros que cometeu. Assim como você, eu sei que a vida lá fora costuma ser dura e que muitas vezes parece que não vamos suportar. Mas fique firme, pois o Senhor tem lhe sustentado. É por causa dele que você acorda todas as manhãs. Leia Mais

TRAGICOMÉDIA ANUNCIADA

“Você me chamou pra dançar aquele dia, mas eu nunca sei rodar, cada vez que eu girava parecia que a minha perna sucumbia de agonia. Em cada passo que eu dava nessa dança ia perdendo a esperança…”

tragicomédia

Estamos em uma disputa de egos. Em um jogo de desinteresse, ganha quem permanecer ausente por mais dias, quem se ausentar do primeiro oi da semana, ou alguma piadinha infame sobre a nova foto do outro. Eu sempre ganho. Ganho noites mal dormidas, dores no estômago, uma sudorese inexplicável, faz repensar se meu antitranspirante realmente funciona. Mas eu não envio bom dia, não pergunto sobre sua semana. Eu desejo baixinho que sua semana seja feliz, que seu dia seja iluminado e me pergunto o que faz ou que horas acordou, mas eu jamais permitiria que percebesse que é o dono do meu primeiro e último pensamento de todos os dias, das últimas semanas nos últimos meses. Leia Mais

Não é por que o cara te abandonou que você precisa se abandonar

Vigor

Enquanto faz a leitura desse texto, escute uma boa música. Clique aqui.

Ô moça, faz tempo que quero te dizer: não desiste não. Sabe por quê? Porque você não é só isso. A sua história não é só isso. Não é por que o cara te prometeu o mundo e no final te abandonou que você precisa se abandonar. Ele é apenas um cara em meio a milhões que existem no mundo.

Sim, e daí que ele disse que te amava? Com certeza ele deve ter dito isso para tantas outras meninas. Mas, quero muito que você lembre que as atitudes dele provaram o contrário.

Vai ser meio clichê, mas eu tenho que lhe dizer algo: Você vai conhecer um cara que vai te entender. Entender cada detalhe seu e que vai te fazer sorrir quando estiver sozinha, naqueles momentos em que a gente se pega sorrindo mesmo sem saber o motivo. Ele vai segurar suas mãos com a firmeza que vai te fazer compreender que ele não vai soltar jamais. Ele vai ser alguém que vai escutar a música do seu coração e dançar com você no mesmo ritmo. Então menina, pra que sofrer?

E se mesmo assim você ainda quiser pensar no carinha que não te deu a mínima, pensa assim: será que eu mereço ser traída? Mereço ser desvalorizada? Será que realmente eu não preciso de atenção? Será que de fato ele estava certo em brincar com meus sentimentos, me defraudando e criando expectativas irreais? Será que nasci para chorar toda noite acreditando que sou um nada? E agora, onde será que ele está? Talvez com outra, iludindo-a e quebrando seu coração. Depois que você pensar nisso, espero muito que chegue a conclusão da grande libertação que você teve.

Ô menina, vê se acorda! Há uma infinidade de outras pessoas. E você, como autora da sua vida, pode escolher quem é, ou não, protagonista. Quem tem, ou não, o poder de brilhar e pode escolher também a hora certa de cada pessoa sair de cena. Não more no seu vitimismo, porque você não é a primeira e nem será a última menina que tem o coração dilacerado por caras que nem sabem o que querem da vida.

Sabe, hoje você tem o poder de reconstruir a sua história. Contá-la de novo e se permitir criar coisas lindas e também tristes. Vivenciar as pessoas mais bonitas e felizes. E tudo isso porque você é incrível. É forte. Você é mulher. Você sabe lidar, sabe que essa situação que está vivendo não é o fim, mas um começo, um novo e lindo começo.

E, a partir de hoje, você é quem decide o que vai ser eterno em você, no seu coração. Decida por esquecer, por ser feliz. Tome uma atitude que vai fazer com que o seu coração pulse mais forte. Escolha se completar para não permitir que outros fragmentem a sua identidade. Escolha ser você, em uma nova e autentica versão.